Suplemento: Creatina

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Suplemento: Creatina

Mensagem  paruvitu em Sex Mar 09, 2012 7:49 pm

Segue o conteúdo de alguns artigos que desvendam de uma vez por todas muitos dos mitos e dúvidas sobre o uso desse fantástico suplemento, que é eficaz e barato (EUA). Algumas informações foram atualizadas e adaptadas para a nossa comunidade Musculação Vegana.


PRODUÇÃO
por Chris Belanger

Você já parou pra pensar em como a creatina é fabricada?
Saiba de onde o melhor suplemento do mundo vem e como é fabricado.

Muitos fisiculturistas nem imaginam como a creatina é feita ou de onde ela é derivada – fontes naturais ou sintéticas.

A creatina é produzida naturalmente pelo nosso corpo pela combinação de 3 aminoácidos – glicina, arginina e metionina. A creatina também pode ser encontrada na carne vermelha e do peixe, porém a extração de grandes quantidades seria inviável e provavelmente muito cara. Já imaginou o desperdício?

Mas então, como a creatina que tomamos é produzida?
A creatina que consumimos (em forma de suplemento) é sinteticamente (artificialmente) produzida pela manufaturação de 2 químicos – sarcosina e cianamida. Apesar destas substâncias serem químicas, no final do processo elas se tornam em um único produto e seguro para consumo humano. A reação entre os químicos sarcosina e cianamida com uma quantidade específica de água, é a única maneira de criar a creatina sinteticamente.

O processo para criar a creatina sempre foi o mesmo. A única coisa que mudou é o avanço na tecnologia, que melhorou o processo de mistura, conseqüentemente melhorando a qualidade e eficácia da creatina disponível hoje no mercado.

O processo para a manufaturação da creatina acontece em 4 estágios:
- Fase de Reação
- Fase de Limpeza
- Fase de Secagem
- Fase de Moenda (Moer, triturar)

No final do processo a creatina já está pronta para ser embalada e vendida. A creatina “100% pura” é usualmente 88% creatina e 12% água, isso acontece porque durante o processo de reação, as moléculas da creatina se unem as da água de maneira que o processo de secagem não consegue eliminá-las.

Esta é apenas a descrição do processo realizado para a criação da creatina, o processo em detalhes e como conseguir os químicos para a realização da reação são desconhecidos.
www.hipertrofia.org/blog/2009/10/09/como-a-creatina-e-feita


Dando uma geral na Creatina:
T-Muscle

Antigamente alguns médicos diziam que a creatina poderia destruir os rins. Mais recentemente, eles mudaram de opinião e reconheceram que a creatina pode ser vital na manutenção da saúde. Ela é inclusive usada na terapia de pessoas com patologias neurológicas e musculares. Treinadores de atletas estão acostumados com os benefícios da creatina, e a maioria deles tem opiniões positivas sobre a substância.
Mas médicos não são cientistas. Por isso a visão deles sobre creatina ainda continua cautelosa, com avisos sobre câimbras musculares, rompimento nos tendões, gota e problemas nos rins.

A creatina é segura, simples e funciona - provavelmente tem muitas coisas sobre ela que você não sabe. Mesmo que você esteja usando agora, deve estar usando mais que o necessário ou não obtendo o máximo beneficio possível.

E se você não estiver usando? Provavelmente depois de ler isso irá querer começar!


FISIOLOGIA

Fundamentos:
Creatina é um bloco de construção nas funções dos músculos, coração e células nervosas. Toda célula que depende de uma função anaeróbica, pelo menos parte do tempo, precisa de creatina (1). É a bateria de reserva do seu organismo.

Por quê?
A energia no seu corpo é produzida, armazenada, trocada e usada através da mediação da Adenosina Trifosfato (ATP) Você produz energia transformando Adenosina Difosfato (ADP) em ATP. Quando você usa essa energia, seu organismo converte o ATP de volta em ADP.

Então o que interessa é a adição ou remoção de um grupo de fosfato. Isso acontece todo os dias, durante o dia todo e em todas as células.

Mas há horas que o seu corpo não consegue suprir a demanda de energia, então ele precisa de outra fonte de fosfatos. É aí que a creatina age como uma bateria de reserva, já que a maioria da creatina no organismo está interligada a fosfatos de uso rápido e fácil.

Uma enzima chamada cretina quinase (CK) puxa o fosfato da creatina e então ele pode se juntar com o ADP pra formar mais ATP, o que é um processo muito mais rápido do que qualquer metabolismo aeróbico ou anaeróbico, permitindo seu corpo usar energia (ATP) mais rápido e mais intenso do que costumava fazer.

Detalhe: ele pode fazer isso apenas alguns segundos de cada vez. Isso é o porque, em teoria, que a suplementação da creatina deveria aumentar a performance em tudo que envolva velocidade, força e explosão.

Uma pessoa mediana tem em media 1,7g de creatina por kilo corporal (Cool então um homem de 90kg tem 150g de creatina (estocada pelo organismo todo) mas a capacidade máxima que seu organismo consegue armazenar é de 2,3g por kilo corporal, ou seja, 210g nesse mesmo homem de 90kg. (11) (aumento de 40% sobre o armazenamento normal de creatina)

Então se houver um meio fácil e seguro de aumentar a capacidade da sua bateria de reserva em mais 40% e se você tivesse boas razões pra acreditar que este aumento poderia melhorar sua performance na academia ou no seu esporte favorito, então por que não experimentar?


Vamos dar uma olhada na segurança primeiro:

SEGURANÇA

Creatina não é tóxica. Todo mundo concorda com isso. Alguns argumentam que seu derivado, creatinina, seja tóxica. Isso é uma completa mentira, mas soa plausível suficiente para gerar lucro pra empresas criarem formulas mirabolantes para amenizar esse perigo imaginário.

Sim, médicos usam creatinina como marcador da função renal e geralmente falando, quanto mais alto a creatinina, mais resíduos tóxicos produzidos pelo metabolismo você tem em seu corpo. Mas temos vários estudos mostrando que a creatina não é tóxica, inclusive com pesquisadores administrando doses extremas tanto em humanos como em animais. (16)

A creatinina parece ser uma boa base apenas para identificar problemas em pessoas que já tenham alguma disfunção renal. (NOTA: até mesmo exercícios de alta intensidade podem alterar os níveis de creatinina no organismo sem indicar necessariamente algo de errado com o organismo)

No entanto, o processo de fabricação de creatina em laboratório pode gerar derivados tóxicos, como dicyandamide, dihydrotriazine e até arsênio. (2)

Como a creatina não é regulamentada pelo FDA você não consegue ter certeza da pureza e segurança do produto.Ficar longe dos produtos muito baratos é uma boa maneira de se precaver. (NOTA: aqui fica o aviso do perigo pros tomadores de creatina animal!)

Assim como as proteínas, você vai ouvir debates sobre possíveis danos aos rins. A suplementação de creatina realmente aumenta o trabalho dos rins e nós não sabemos os efeitos a longo prazo disso. O que sabemos é que estudos partindo de 6 meses a 5 anos mostraram que não há efeitos prejudiciais na suplementação de creatina com doses de 3 a 20 gramas por dia. (17)


EFEITOS COLATERAIS

Quase todos os efeitos colaterais, na minha opinião, tem haver com o fato da creatina ser higroscópica, o que basicamente, significa que ela age como uma esponja.

Primeiro ela se move pelo seu intestino, tirando água dos tecidos circundantes do gastrointestinal, podendo causar retenção/flacidez e até diarréia, se a creatina não estiver sendo devidamente absorvida. (NOTA: tomando muita creatina de estomago vazio e sem dissolver direito pode causar isso tudo de colaterais)

Uma vez absorvida, a creatina move em seu sangue. Senso higroscópica, tem potencial para mover água de dentro das suas células pra sua corrente sanguínea. Essa desidratação dos tecidos pode causar cãibras musculares e mesmo lesões do tecido conectivo, devido ao ressecamento dos tendões e ligamentos. Depois que a creatina se aloja nos músculos, ela irá puxar água do sangue pros tecidos musculares (ao contrario da outra forma citada) o que irá depletar o volume intravascular, e pode te desidratar, por em risco de pedra nos rins e criar um mecanismo pelo qual você acabara tendo problemas nos tecidos conectivos.

-O PRIMEIRO PASSO PRA EVITAR TODOS ESSE EFEITOS COLATERAIS É MUITO SIMPLES:

Não tome mais creatina do que você precisa!

O segundo passo é evitar tomar creatina antes do treino. O efeito higroscópico (tomando antes do treino/dependendo do quanto antes) pode ser tanto no seu intestino (causando retenção e diarréia) ou na corrente sanguínea (deixando você com músculos, tendões e ligamentos secos/ depletados de água) antes do treino. (NOTA: alguns suplementos pré-treino como os NO2 tem creatina na formula, o que causa o Pump/retenção e a vascularização/definição devido a esses efeitos citados, mas que tem substancias para prevenir os colaterais também. OBS: alguns ótimos suplementos pré-treino não contém creatina na formula, como o White Flood da Controlled Labs, por exemplo)

O terceiro e mais importante passo é dissolver a creatina completamente. A maioria das pessoas toma a creatina com a maioria do pó ainda flutuando na água. Desse jeito, mesmo sendo possível você beber ela, não está completamente dissolvida, o que quer dizer que (como uma esponja que ela é) a creatina irá sugar água dos lugares que ela encontrar.

Então misture água o suficiente pra dissolver completamente a creatina (você vai se surpreender com o tanto de água que ira precisar) e você estará então saturando a esponja e impedindo ela de sair sugando água dos tecidos. (NOTA: tome o shake pós treino misturando a creatina em meio copo de água quente para diluir completamente, depois junte uma água natural até não ficar nenhum grãozinho visível antes de beber)


Mono hidratado, Alfa-ceto-glutarato, etil-éster: Qual é a diferença?

Há várias formas de creatina no mercado. E a maioria delas exceto a velha e boa creatina mono hidratada (CM) são caríssimas. Essas formas caras, como creatina-alfa-ceto-glutarato (C-AKG) e creatina-etil-éster (CEE) clamam por vantagens em termo de estabilidade e absorção. Os clamores são possivelmente verdade, mas a questão é: essas vantagens justificam o preço?

A primeira questão é a estabilidade. É "senso comum" que a creatina é instável em água e em ácidos e que se decomporia em creatinina sem valor. Por isso dizem que só pode ser misturada com água pra beber imediatamente e nunca misturada com sucos ácidos, tipo o de laranja. Inclusive uma das justificações dos fabricantes dos produtos mirabolantes é que a CM (creatina-monoidrato) não sobreviveria à passagem pela acidez do estomago.

Eu não acredito em nada disso...

Se a creatina se decomposse em creatinina sem valor depois de ficar 10 minutos misturada em água, como seria possível ela sequer entrar no seu organismo ? Afinal de contas, demora um pouco pra creatina que você digeriu chegar a sua corrente sanguínea. Ela estará em uma solução aquosa a maior parte do tempo, e mesmo depois de digerida, ela passará por uma solução aquosa conhecida como sangue...rs.....em seguida se aloja nos músculos que são na maioria compostos por: ÁGUA!

Estudos demonstram que mesmo deixada em solução aquosa por várias semanas, uma quantidade substancial de creatina ainda permanece em sua forma biológica usável. (3)

Sobre o ácido, suco de laranja tem um PH de 3 a 4 o que é bastante acido, mas comparado com seu estômago que tem PH de 2, ele é entre 10 e 100 vezes mais ácido que suco de laranja ! Um estudo mostrou que quando exposta a um PH de 3,5 por 3 dias, apenas 21% da creatina se converteu em creatinina. Novamente faz bastante sentido. Se a creatina fosse tão instável em ácidos, CM nunca funcionaria em ninguém. O que não é o que as pesquisas mostram. (4)

Então estabilidade não é nenhum problema.

Fabricantes de C-AKG e CEE também dizem que seus produtos são absorvidos mais rapidamente e mais completamente do que a velha e boa CM. Isto sim seria mais lógico. Veja bem, substancias podem ser hidrofílicas (que dissolvem em água/sangue rapidamente) e lipofílicas (que passam pela membrana das células mais rapidamente).

Creatina-monoidrato (CM) é muito hidrofílica e não muito lipofílica. C-AKG e CEE são muito mais lipofílicas e oferecem uma vantagem em termos de quão rápido e como são completamente absorvidas.

E isso oferece alguma vantagem prática ? Como dito anteriormente, existe um limite de quanto seu corpo consegue estocar a creatina (NOTA: peso corporal x 1.7 + 40%) e nem C-AKG nem CEE irão aumentar esse limite. E vários estudos demonstram que a maioria das pessoas consegue atingir a máxima densidade/saturação de creatina com a simples ingestão de CM, 5g ou menos por dia, com ou sem fase de saturação. (5, 6 e 7)

Por outro lado, a maioria dos efeitos colaterais, lados negativos e lesões associadas com a suplementação de creatina tem muito haver com quanto hidrofílica ela é quanto tempo leva pra ser absorvida-primeiro pelo trato intestinal e depois pelos músculos. (NOTA: então teoricamente as formulas mirabolantes teriam vantagem nisso), mas como foi falado também anteriormente, nenhuma dessas vantagens citadas foi ainda comprovada em testes no mundo-real.

Simplificando, creatina-monoidrato funciona muito bem e a um custo razoável. Enquanto há potenciais vantagens em usar C-AKG e CEE, eu não acho que o custo extra compense.


Novidade no Pedaço: Creatina Citrate e Creatina Pyruvate

Diferente da CEE e C-AKG, a creatina citrate e creatina pyruvate (também conhecida como creatina 2-oxopropanoate) têm sido acolhidas com um pouco mais de entusiasmo pelos médicos, nutricionistas e comunidades científicas. Alguns pesquisadores e médicos até a recomendam para pessoas com propósitos terapêuticos.

A diferença básica entre as afirmações feitas para a creatina citrate e pyruvate é que elas oferecem benefícios complementares; ninguém está argumentando que elas melhoram a disponibilidade ou efeitos da creatina por si própria.

O mais novo benefício: aumento da eficiência do metabolismo aeróbico e, portanto, fadiga reduzida. Citrate e pyruvate são ambos passos básicos no caminho da respipiração aeróbica. (NOTA: as outras formas de creatina só aumentam e eficiencia anaeróbica)

Por que metabolismo aeróbico importa para um levantador? Uma palavra: recuperação. Como por exemplo, recuperação de uma série para a outra. Melhore a recuperação e você melhora sua capacidade de trabalho. Melhore sua capacidade de trabalho e você pode treinar por mais tempo e mais árduamente. Treine por mais tempo e mais árduamente e você pode ficar maior e mais forte.

Exercícios anaeróbicos - uma categoria que engloba treinamento de força, sprint, e esportes como basquete, tênis, baseball - criam um débito de oxigênio, que precisa ser reembolsado pelo coração. Sua capacidade de trabalho é limitada pelo quão bem seu sistema de energia aeróbica funciona em questões como restaurar esse débito de oxigênio.

Um punhado de estudos mostraram que o citrate melhora sua performance em intervalos de alta intencidade, bem como em exercícios de resistência. (22,23) Essa evidência até agora tem sido encorajadora, mas não conclusiva.

O retrato para o pyruvate no começo parece ser um pouco tenebroso. Em estudos de pessoas que tomaram pyruvate por sete dias, pesquisadores não notaram nenhum aumento em níveis sangüíneos de pyruvate, e não encontraram melhoras na performance de exercícios. (24, 25) Pelo outro lado, suplementação à longo prazo (4 semanas ou mais), com doses similares ou até mesmo menores, houve aumento de níveis de pyruvate (no organismo) e melhora na performance anaeróbica e aeróbica. (26, 27, 28)

Um estudo recente comparou a creatina citrate com a creatina pyruvate lado a lado, usando séries repetidas em um treino de alta intensidade. (27) Ambas melhoraram a força máxima durante os primeiros dois ou três intervalos, comparado ao placebo. Mas somente os sujeitos usando creatina pyruvate continuaram a demonstrar ganhos em performance ao longo dos 10 intervalos.

Em adição, suplemento de pyruvate por si conduz à uma maior perda de peso em indivíduos acima do peso, junto com um maior aumento de massa magra corporal. (29, 30, 31)
Então, se você está marcando uma pontuação, aqui está o que a creatina pyruvate potencialmente oferece:

* Melhor atuação em exercícios aeróbicos
* Fadiga reduzida em exercícios anaeróbicos
* Maior perda de gordura
* Mais massa muscular


Dieta x Suplementação

Ninguém lendo a T-Muscle come regularmente uma dieta "normal", mas cientistas não estudam leitores da T-Muscle. Então tudo que precisamos nos basear é: um americano (onívoro) comendo uma dieta normal ganha aproximadamente 1g de creatina por dia. (Cool
(NOTA: sulamericanos onívoros também tem essa média)

Em uma dieta onívora o peixe é a melhor fonte de creatina, seguido de bife. Carne suína possui um pouco, enquanto aves possuem uma quantidade insignificante. (10)
Seu corpo sintetiza outra grama de creatina por dia de aminoácidos, dando à maioria das pessoas cerca de 2g de creatina por dia para ser utilizada. (8, 9)

Como a proteína, nosso corpo utiliza a creatina o dia todo, todos os dias. Nossos músculos, coração e células nervosas estão constantemente a quebrando e reconstruindo, degradando cerca de 2g por dia nesse processo. (11, 12) Essa é a mesma quantidade que nosso corpo ou produz, ou recebe de alimentos.

Se vamos aumentar nosso armazenamento de creatina em até 40%, como mencionado anteriormente, teremos de conseguí-la de outra fonte senão de nossa comida. (NOTA: Para nós veganos só atravez de suplemento creatina)

Infelizmente, não temos muitas pesquisas demonstrando o que acontecerá se você tomar menos de 3g/dia. Estudos tipicamente usam doses diárias de 3g a 10g. Nesses estudos, indiferente de ser saturação ou não, aproximadamento 80% dos participantes alcança a máxima concentração de creatina dentro de um mês. (5, 6, 7, 12) (NOTA: é por isso que se voce usar 1 mês e parar, vai estar jogando fora o estoque de creatina que tanto demorou em armazenar. Então creatina não se cicla !!! )

Os 20% dos indivíduos que não respondem à 3g/dia não teriam melhoras com doses maiores. (2) Por que não? Talvez seus corpos não a consiga absorver bem. Talvez eles excretem-na muito rápido. Ou talvez seus músculos não são tão eficientes segurando-a. Ou talvez pessoas que não consigam chegar ao limite de creatina tem uma porção maior de fibras musculares do Tipo 1, que são mais voltadas para a resistência e têm menor capacidade de armazenar creatina. É pura especulação, mas faz sentido para mim.

Mas vamos voltar ao problema central: um onívoro toma 2g por dia, perde 2g e termina com estoque de creatina (igual a zero ou "empatado") que é abaixo de 40% do seu máximo. Qual a melhor maneira de encher esse estoque, com o mínimo desperdício?

Um estudo observando a excreção urinária de creatina e creatinina descobriu que pessoas que suplementam com 5g por dia excretam aproximadamente de 3 a 4 mais gramas por dia do que pessoas que não suplementam. Então elas estão utilizando uma a duas gramas e desperdiçando o resto. (12)

Não importa o quanto você ingira, seu corpo perderá cerca de 1 a 2% da creatina armazenada cada dia. Então se você é aquele cara de 90kg que quer chegar a uma capacidade total de creatina de 210g, ao invés das 150g de alguém que não está suplementando, você não poderá usar mais de 4g de creatina, de todas as fontes, a cada dia. (NOTA: No caso de nós veganos não usar mais de 5g por dia, acima disso será desperdício)

Pessoalmente, eu tenho benefícios máximos com um pouco menos de uma colher de chá por dia, ou menos de 3g. Não posso dizer que isso é o máximo que alguém deveria tomar, mas eu acho que a pesquisa aponta que qualquer dose acima de 5g por dia para manutenção é desperdício.

Você pode saber se está tomando demais se estiver mijando mais do que o normal. Esse é um sinal de que o excesso está saindo se seu organismo, e levando água consigo.
(NOTA: isso pode ser controverso se voce estiver tomando bem mais agua que de costume por causa da creatina)

Vegetarianos tem melhores resultados com Creatina

O controle prévio dos hábitos alimentares tem se mostrado relevante, pois a alta ingestão de proteínas, preferencialmente de origem animal, pode minimizar as respostas da suplementação de creatina monoidrata. Por outro lado, indivíduos tipicamente vegetarianos podem beneficiar-se dessa estratégia, uma vez que possuem menores reservas de creatina intramuscular, bem como de fosfocreatina. (34)


Saturar ou Não Saturar

O protocolo padrão usado em estudos é de 10g a 20g por dia durante 3 a 5 dias, seguidos por uma dose de manutenção de 3 a 5 gramas por dia. Alguns estudos omitem a fase de saturação, e vão direto para as 3 a 5 gramas por dia. Aqueles que seguiram um protocolo de saturação de 20g por dia maximizaram a concentração de creatina dentro de 2 a 3 dias. (13) (NOTA: a saturação é muito importante pra atingirmos rapidamente os efeitos da creatina, mas nao precisa ser tanto nem tão demorado quanto pregam por aí.)

Mas 20g é muito mais do que seu corpo pode absorver em um dia, ainda mais por cinco dias diretos. Um estudo que citei anteriormente mostra que você perde cerca de 8 gramas no primeiro dia. Isso vai para até 12 no terceiro dia - mais de metade de sua ingestão diária na fase de saturação. (12)

Pessoas que pulam a fase de saturação alcançam uma concentração máxima dentro de umas quatro semanas, com consideravelmente menos custo. (7) À longo prazo, não há diferença em benefícios e, portanto, não há necessidade de saturar.

Se você não quiser esperar quatro semanas, uma saturação com dosagem máxima de 10g/dia durante três a cinco dias deve funcionar bem. Isso é três colheres de chá rasas ou duas cheias.

Um possível aspecto negativo da saturação é que ela provavelmente aumenta sua chance de efeitos colaterais - diarréia, inchaço, cãibra, desidratação e até mesmo rompimento de tendão. Algumas evidências certamente sugerem que pessoas que tiveram esses problemas estavam tomando doses maiores, seja em fase de saturação ou manutenção. (14)
(NOTA: começe a saturação em dias que voce não vai treinar, tipo de sexta feira pós-treino até domingo a noite pra amenizar os colaterais)


Quando tomar Creatina

Creatina no pré-treino certamente aumentará seu volume intravascular e pode te dar um maior pump. Mas isso também pode bombear seu trato gastrointestinal, enquanto que o fluido em suas veias poderia indicar desidratação de tecido e intramuscular.
(NOTA: NO2 e suplementos pre-treino que tem creatina usam formas de absorção mais rapidas e menos higroscopicas justamente pra ter os efeitos de pump e vascularizção mas controlando os colaterais)

Esse é o por quê, na minha opinião, a creatina funciona melhor como parte de seu Shake pós-treino.


Usando Creatina para Aprimorar seu Físico e Performance

A maioria das pessoas que usam creatina pela primeira vez ganham de 1,8 a 3,1 quilogramas dentro das primeiras semanas, senão dentro dos primeiros dias. (2, 8, 18) Esse ganho de peso inicial é quase todo devido ao aumento de retenção de água dentro dos músculos e vasos sangüíneos - mais ou menos hipertrofia sarcoplasmáticas momentâneas.

Alguns estudos relatam um rápido aumento em força e ganho de tamanho. Há três razões possíveis para isso:

* 1. Efeito placebo, evidente e simples

* 2. A rápido ganho de peso. Se você tem estado estagnado no mesmo peso por algum tempo e mais ou menos maximizou sua força com aquele peso, não requer muito peso corporal adicional para melhorar suas marcas. Você tende a ver melhoras no seu terra e agachamento, mas você também pode notar ganhos no seu supino.

* 3. A creatina é uma parte importante para um bom funcionamento neurológico. Então, embora isso seja pura especulação, é possivel que um aumento no estoque de creatina no seu cérebro e tecido nervoso periférico possa te dar uma rápida melhora em quesitos de performance.


Juntando tudo:

* 1. A creatina melhora sua capacidade de trabalho anaeróbico servindo como um estoque de acesso fácil a grupos de fosfato.

* 2. Melhorando sua capacidade de trabalho anaeróbica, a creatina permite que você levante mais peso em mais repetições. Isso aumenta o total de estímulo anabólico para seus músculos.

* 3. Uma dose diária de manutenção de 5g (para veganos) ou menos de simples creatina monohidratada é mais do que o suficiente para quase todos os indivíduos saudáveis.

* 4. Você pode fazer uma estimativa da sua necessidade de creatina multiplicando seu peso corporal (em libras) por 0,02. Então, se você pesa 200 libras (90kg), seu corpo pode utilizar 4g por dia. Se você adquire 2g através de alimentos (onívoros) e de sua habilidade natural de sintetizar creatina de aminoácidos, isso quer dizer que 2g por dia em suplementação deve satisfazer suas necessidades.

* 5. Fases de saturação não são necessárias, mas se você escolher fazer uma, 10g/dia por 3 a 5 dias é mais do que o suficiente. Qualquer dose a mais será desperdiçada e aumentará a chance de colaterais.

* 6. Para diminuir efeitos colaterais, tenha certeza de misturar a creatina com água suficiente para que ela se dissolva completamente.(NOTA: repetindo que agua quente é o melhor jeito de dissolver bem a creatina pra nao jogar dinheiro fora e ainda evitar colaterias !)

* 7. A melhor hora para se tomar creatina é na janela de oportunidades no Shake pós-treino junto com proteínas e carboidratos. (NOTA: não precisa ser necessariamente junto no mesmo copo...você tem até 45minutos depois do shake pra tomar sem problemas, pois ainda vai haver bastante insulina e atividade metabolica intracelular pra absorver a creatina.)

Se você está usando creatina atualmente, já está convencido de seus benefícios. Se você não está... bem, dado o que sabemos de seus benefícios como suplementação esportiva e agente terapêutico, o que você está esperando?


CICLO:

-A suplementação de creatina reduz SIM a capacidade do corpo em produzir/sintetizar a mesma, daí a idéia de alguns em ciclar creatina como se fazem com os esteróides.

Só que a produção natural de creatina retorna muito rápido após se parar com a suplementação, então interromper seu uso vai somente fazer com que a sua reserva (aquela de 40% a mais do que o organismo consegue armazenar naturalmente) caia e você perca os benefícios que demorou tanto obter. Então creatina se usa direto, assim como a básica proteína soja isolada e dextrose por exemplo...


ABSORÇÃO:

-A creatina é melhor absorvida quando está bem hidratada, bem dissolvida ou "encharcada" como esponja que ela é. E para ela ir parar dentro dos músculos a insulina exerce um papel fundamental, por isso a indicação de se tomar a creatina SEMPRE após uma refeição, de preferência no shake pós-treino onde o pico de insulina é grande e o corpo está sedento pra enviar todos os tipos de nutrientes disponíveis pra dentro das células....


PEDRAS NOS RINS:

-Nada provado contra a creatina.

O que causa pedras nos rins, além do fator hereditário, é a DESIDRATAÇÃO e excesso de sódio...simples assim.

Claro que pode haver um atleta tomando muita creatina e consequentemente se hidratando mal e vir a ter pedras nos rins pq a família tem tendência.....mas daí a dizer que foi culpa DA CREATINA não é o caso. Mantenha-se bem hidratado sempre.


CEE

-Simplesmente faz o mesmo efeito que a Creatina Monoidrato só que é bem mais cara.
Na verdade ela é até menos eficiente, pois tem menos peso molecular (é 0,5 vez mais leve) que a CM, então pra fazer o mesmo efeito de 3g de CM é preciso 4,5g de CEE...totalmente o contrário do que os fabricantes pregam.....

Por ser mais "fina" e se hidratar mais fácil e rápido, algumas pessoas observam menor retenção com a CEE, mas na pratica os resultados de força, explosão, etc, são os mesmos. Tome a CM direitinho e poupe seu suado dinheirinho...


EFEITO PLACEBO:

- A questão do psicológico influencia demais no nosso esporte, principalmente nos treinos e suplementação. Façamos testes:

Se um grupo paga 50,00 por uma determinada droga e um outro grupo paga 100,00 pela mesma droga em embalagem mais bonitinha, o segundo grupo vai relatar ganhos maiores.

Se você tomar um suplemento em 3 pequenas doses ao dia, mesmo que fisiologicamente seja o mesmo que tomar apenas 1 dose grande, você vai achar que as 3 doses estão fazendo bem mais efeito.

Se um grupo tomar 5g de creatina misturado com mais 5g de farinha (dose grande de 10g) vai relatar ganhos muito maiores que os que tomaram apenas 5g de creatina.


DIAS DE FOLGA:

-Todos os dias nós estocamos, sintetizamos e excretamos creatina, independente de estarmos fazendo atividades físicas ou não, então se quer deixar seus estoques sempre cheios, tome sua dose de manutenção TODO SANTO DIA !
De preferência após uma das principais refeições.


BETA-ALANINA:

-Alguns estudos demonstraram que adicionando Beta Alanina irá intensificar os benefícios da Creatina Monoidrato, como força, ganho de massa magra e perda de gordura, além de retardar a fadiga neuromuscular. SHOW ! (32)


CAFEÍNA:

Depois de muito se especular sobre a combinação de Creatina com cafeína, pesquisadores comprovaram que, de fato, elas não combinam, mesmo que teoricamente pareçam ser substâncias complementares. (33) Creatina junto com Cafeína = ZERO RESULTADO
A creatina é um composto que contém carbono, hidrogênio e nitrogênio. Apresenta-se nas formas livre (Cr) ou fosforilada (CP), quando passa a ser uma via energética predominantemente utilizada no início do trabalho de contração muscular, bem como em esforços de curtíssima duração e alta intensidade. A ingestão de creatina num prazo menor do que sete dias é acompanhada por rápidos aumentos da massa muscular. No entanto, esse aumento de peso pode ser explicado pela retenção de água no meio intracelular. Estudos comprovam essa hipótese, demonstrando que se observa um declínio do volume urinário após o início da suplementação oral de creatina. Já a cafeína tem sido usada no exercício para reduzir a percepção de esforço, pois atuando sobre o sistema nervoso central, modifica o limiar da dor, melhorando a performance. Com potente efeito diurético, a cafeína nos permite observar uma primeira contradição em relação ao uso paralelo da creatina, que tem efeito contrário, de retenção de água.
Um recente estudo duplo-cego*, que é o mais importante método científico envolvendo seres humanos, confirmou a eficácia da creatina como suplemento nutricional. Entenda como o estudo foi feito. Três grupos de “x” pessoas foram analisados. Para o primeiro grupo, foi dada a dosagem de 5g de creatina; para o segundo grupo, foi dada a mesma dosagem de creatina (5g) com mais 400mg de cafeína; e para o terceiro grupo, foi dado o “placebo”, que é uma substância neutra administrada como controle em pesquisa para comprovação de resultados. Após um determinado período de tempo, o resultado mostrou que a creatina, sozinha, melhorou significativamente o desempenho do grupo. Já o uso da creatina junto com a cafeína não foi significativamente melhor do que o placebo. Aparentemente, a cafeína neutralizou o efeito ergogênico da creatina, sem bloquear os níveis de fosfocreatina muscular.
Então, é importante tomar cuidado ao comprar produtos que contenham essas duas substâncias em sua composição, pois certamente será “jogar dinheiro fora”. E saiba que duas xícaras de café já são suficientes para atrapalhar os efeitos da creatina.

(NOTA: O autor da matéria não recomenda esta combinação no pré treino pois o efeito "esponja" da creatina + o efeito diurético da cafeína podem te deixar desidratado em partes essenciais como tendões, ligamentos e etc, podendo causar lesões.)



PS: Dêem uma olhada nas materias e estudos listados na bibliografia. São artigos otimos sobre creatina.


Referências:

1. Murray RK, et al. Harper's Biochemistry, 24th Edition. Stamford, CT: Appleton & Lange, 1996.

2. Lulinski B. Creatine Supplementation. 1999.

3. Wallner T. Kre-Alkalyn Buffered Creatine: Better Than Regular Creatine Monohydrate?. 2007.

4. Howard AN and Harris RC. Compositions Containing Creatine. 2007.

5. Harris RC, et al. Elevation of creatine in resting and exercised muscle of normal subjects by creatine supplementation. Clinical Science (Colch) 83:367-374. 1992

6. Casey A, et al. Creatine ingestion favorably affects performance and muscle metabolism during maximal exercise in humans. American Journal of Physiology 271:E31-E37. 1996

7. Hultman E, et al. Muscle creatine loading in men. Journal of Applied Physiology 81:232-237. 1996

8. Persky AM and Brazeau GA. Clinical Pharmacology of the Dietary Supplement Creatine Monohydrate. Pharmacological Reviews 53(2):161-176. 2001.

9. Wyss M and Kaddurah-Daouk R. Creatine and creatinine metabolism. Physiology Reviews 80:1107-1213. 2000

10. Maughan R. Creatine supplementation and exercise performance. International Journal of Sport Nutrition 5:94-101. 1995.

11. Walker J. Creatine: Biosynthesis, regulation, and function. Adv Enzym 50:117-242. 1979

12. Vandenberghe K, et al. Long-term creatine intake is beneficial to muscle performance during resistance training. Journal of Applied Physiology 83: 2055-2063. 1997.

13. Terjung et al. American College of Sports Medicine roundtable. The physiological and health effects of oral creatine supplementation. Medicine and Science of Sports and Exercise. 32: 706-717. 2000

14. Juhn MS and Tarnopolsky M. Potential side effects of oral creatine supplementation: A critical review. Clin J Sport Med 8: 298-304. 1998

15. Green AL, Hultman E, Macdonald IA, Sewell DA and Greenhaff PL. Carbohydrate ingestion augments skeletal muscle creatine accumulation during creatine supplementation in humans. American Journal of Physiology 271E821-E826. 1996

16. Yokozawa T, et al. Comparison of toxic effects of methylguanidine, guanidinosuccinic acid and creatinine in rats with adenine-induced chronic renal failure. Nephron 51(3):388-92. 1989

17. Poortmans JR and Francaux M. Long-term oral creatine supplementation does not impair renal function in healthy athletes. Medicine and Science of Sports and Exercise 31:1108-1110. 1999

18. Jenkins MA. Creatine Supplementation in Athletes. 1998

19. Creatine. 2009

20. Incledon T, Kreider RB. Creatine alpha-ketoglutarate is experimentally unproven. J Sports Med Phys Fitness 40(4):373-6. 2000.

21. Spillane M. The effects of creatine ethyl ester supplementation combined with heavy resistance training on body composition, muscle performance, and serum and muscle creatine levelsJ Int Soc Sports Nutr. 6: 6. 2008

22. McNaughton L, et al. Sodium citrate ingestion and its effects on maximal anaerobic exercise of different durations. Eur J Appl Physiol Occup Physiol. 64:36—41. 1992

23. Potteiger JA, et al. Sodium citrate ingestion enhances 30 km cycling performance. Int J Sports Med. 1996

24. Ebersole KT, et al. The effect of pyruvate supplementation on critical power. J Strength Cond Res.14:132—134. 2000.

25. Morrison MA, et al. Pyruvate ingestion for 7 days does not improve aerobic performance in well-trained individuals. J Appl Physiol. ;89:549—556. 2000

26. Kalman D, et al. Effect of pyruvate supplementation on body composition and mood. Current Therapeutic Research. 59:793—802. 2000

27. Jäger R, et al. The effects of creatine pyruvate and creatine citrate on performance during high intensity exercise J Int Soc Sports Nutr. 5: 4. 2008

28. Ivy, JL. Effect of pyruvate and dihydroxyacetone on metabolism and aerobic endurance capacity. Medicine & Science in Sports & Exercise. 30(6):837-843. 1998.

29. Kalman D, et al. The effects of pyruvate supplementation on body composition in overweight individuals. Nutrition 15(5):337-340. 1999.

30. Kalman D, et al. Effect of pyruvate supplementation on body composition and mood. Current Therapeutic Research 59(11):793-802. 1998

31. Koh-Banerjee, et al. Effects of calcium pyruvate supplementation during training on body composition, exercise capacity, and metabolic responses to exercise. Nutrition 21(3):312-319. 2005

32. Beta Alanine http://www.bodybuild...eta_alanine.htm
www.hipertrofia.org/forum/topic/17803-artigo-beta-alanina/

33. Cafeina + Creatina = Zero Resuultado
www.ergo-log.com/creatinecaffeine.html
www.illpumpyouup.com/articles/the-effect-of-caffeine-on-creatine.htm
www.fisiculturismo.com.br/forum2/viewtopic.php?t=23507
www.bodybuilding.com/fun/mohr81.htm
http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/viewFile/3762/2592

34. Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas vol. 42, n. 2, abr./jun., 2006 pag 240 e 241. www.scielo.br/pdf/rbcf/v42n2/a08v42n2.pdf



Artigo T-Muscle: http://www.tmuscle.com/free_online_article..._up_on_creatine

paruvitu
Admin

Mensagens : 124
Data de inscrição : 05/03/2012
Idade : 30
Localização : Bahia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Suplemento: Creatina

Mensagem  Vigor em Sab Mar 10, 2012 1:35 pm

CICLO:

-A suplementação de creatina reduz SIM a capacidade do corpo em produzir/sintetizar a mesma, daí a idéia de alguns em ciclar creatina como se fazem com os esteróides.

Só que a produção natural de creatina retorna muito rápido após se parar com a suplementação, então interromper seu uso vai somente fazer com que a sua reserva (aquela de 40% a mais do que o organismo consegue armazenar naturalmente) caia e você perca os benefícios que demorou tanto obter. Então creatina se usa direto, assim como a básica proteína soja isolada e dextrose por exemplo...

Sinceramente, por terem poucos estudos quanto a isso (até onde sei pelo menos), ainda fico meio receoso de fazer uso contínuo de creatina, alguém aí o faz?

Vigor
Admin

Mensagens : 117
Data de inscrição : 02/03/2012
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

http://atletasveganos.sport-area.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Suplemento: Creatina

Mensagem  paruvitu em Sab Mar 10, 2012 8:07 pm

Eu!

Se fossemos carnivoros ingeririamos 3gr de creatina por dia em média. Faço uso continuo de 3 a 5gr. Qnd já tem embutida nos suplementos eu paro.

paruvitu
Admin

Mensagens : 124
Data de inscrição : 05/03/2012
Idade : 30
Localização : Bahia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Suplemento: Creatina

Mensagem  gabrielxxx em Dom Mar 11, 2012 8:49 pm

Único problema que senti foram os peidos. Quase que o pessoal do time me expulsa do abrigo onde a gente tava esse fim de semana na hora de dormir.

gabrielxxx
Admin

Mensagens : 15
Data de inscrição : 05/03/2012
Idade : 22
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Suplemento: Creatina

Mensagem  paruvitu em Dom Mar 11, 2012 8:51 pm

gabrielxxx escreveu:Único problema que senti foram os peidos. Quase que o pessoal do time me expulsa do abrigo onde a gente tava esse fim de semana na hora de dormir.


Nunca vi relatos de creatina causar gases. aehauheuaheahea

Sei q pra gase o que ajuda é canela em pó, aprendi isso num fórum em q o pessoa reclavama muito do uso de albumina.


paruvitu
Admin

Mensagens : 124
Data de inscrição : 05/03/2012
Idade : 30
Localização : Bahia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Suplemento: Creatina

Mensagem  gabrielxxx em Dom Mar 18, 2012 7:19 pm

paruvitu escreveu:
Nunca vi relatos de creatina causar gases. aehauheuaheahea

Sei q pra gase o que ajuda é canela em pó, aprendi isso num fórum em q o pessoa reclavama muito do uso de albumina.


Vou tentar a canela, porque tá feio! Logo logo perco a namorada ou a família inteira...

gabrielxxx
Admin

Mensagens : 15
Data de inscrição : 05/03/2012
Idade : 22
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sugestão para compra

Mensagem  adan em Qua Nov 26, 2014 3:16 pm

Primeiramente obrigado pelo artigo, muito esclarecedor. Gostaria que me recomendassem os produtos sintéticos (sou vegano) que usam (nome/marca) e que acham mais seguros, ou seja, com maior garantia de não conterem resíduos tóxicos.

Grato!

adan

Mensagens : 1
Data de inscrição : 26/11/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Suplemento: Creatina

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum